Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \10\UTC 2017

Buffy – 20 anos

buffy

Who run the world? Tara, Willow, Buffy, Anya e Dawn

Neste 10 de março de 2017 lá se vão 20 anos desde que Joss Whedon colocou na TV uma série icônica para a comunidade nerd (e pouco depois também para a comunidade LGBTQ). Em tributo aos grandes momentos de quatro das (várias) mulheres que eu mais amei nessa série, aqui dois vídeos para lembrar grandes momentos de dois casais incríveis: Buffy e Faith (it’s my blog e eu invento casais if I want to) e, claro, Willow e Tara, aquelas que deram O PRIMEIRO BEIJO LÉSBICO DA TV ABERTA NORTE-AMERICANA.

 

Sdds Sunnydale.

Read Full Post »

Sanvers2x15

Minha. Deusa. O. Que. Foi. Esse. Último. Episódio. De. Supergirl?

Melhor. Momento. Da. Série.

Estou. Lívida. Pasma. Extasiada.

Desculpem, eu precisava abrir assim dramaticamente porque: finalmente fizeram um procedimento de primeiros socorros em Supergirl e conseguiram, ao menos por um episódio, resgatar tudo que ela tem de bom, o que pode ser resumido em: MULHERES NO COMANDO. E mulheres amando mulheres e ajudando mulheres e fortalecendo mulheres. Porque, afinal de contas, WHO RUN THE WORLD?

(mais…)

Read Full Post »

sanvers2x14

Não chora Alex, a gente ainda pode ganhar mais tempo de cena daqui pro fim da temporada…

Agora que a poeira do episódio baixou, vamos aos comentários sobre o subtexto do último episódio de Supergirl, série que, a partir de agora, estou renomeando para: The Alex Danvers Show, ou ainda Alex Danvers Dona do Meu Coração, não decidi ainda.

Enfim, resumindo o episódio em curtas linhas, o que os roteiristas da série fizeram foi: transformaram Mon-El no único personagem inteligente da trama, fazendo com que todxs xs outrxs personagens da série Kara, Alex, J’onn, Winn, Maggie e Eliza se parecessem com pessoas bobas e burras. Eu até entendo porque num primeiro momento (mas só num primeiro momento) Kara, Alex e talvez Eliza não questionariam esse súbito retorno de Jeremiah (pai biológico de Alex, pai adotivo de Kara e marido de Eliza) sem fazer algumas perguntas básicas a ele depois do cara ter passado mais de uma década trabalhando, ainda que forçadamente, para o inimigo número 1 da nação: a organização Cadmus. Mas daí a me fazer acreditar que J’onn, Winn e Maggie “eu sou uma detetive, eu detecto” Sawyer não fossem as pessoas que ficariam ao menos intrigadas com o retorno de Jeremiah, é pedir demais. Mas não… a equipe de roteiristas quer me fazer crer que Mon-El é o único, ÚNICO, ser pensante da série.

(mais…)

Read Full Post »