Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \30\-03:00 2010

O fenômeno pop sueco Robyn tem um novo videoclipe para o single Indestructible. Tem muita biscoita por aí  agradecendo. É só ficar atenta a partir do segundo minuto.

Read Full Post »

Recebi e-mail esta semana de conhecidos dando um toque para postar no blog. Algumas pessoas também passaram por aqui e deixaram o link da notícia. Para não dizer que não falei de biscoito de morango, deixo o post oficial da revelação do mês: a ex-chiquitita Renata Del Bianco é a namorada de Angélica, a morango do BBB. Como eu não via a novelinha por ser, digamos, um pouco velhinha na época para isso, eu não liguei o nome à pessoa. Mas depois de conferir a foto da Chiquitita, me lembrei do rosto da moça. 

As duas fizeram um ensaio sensual juntas. Conheceram-se depois que Morango saiu do BBB e o resto agora são fotos e vídeos.

Read Full Post »

Lip Service – 1×03

Vi o capítulo na mesma noite que foi ao ar pela BBC3, mas somente hoje tive tempo de postar sobre o terceiro episódio da série. A única coisa que eu realmente gosto deste terceiro episódio é a Laura Fraser.  O resto ficou meio carregado. Laura sempre rouba as cenas. Na verdade, ela é super fofa em tudo que faz, e não dá pra resistir muito à moça. Entre looks e cabelinhos fashion, eu fico com visual comportadinho dela, sua brancura que cega e sua verborragia esquizofrênica. Laura, I love you, com sotaque escocês.

E olha ela lá nas primeiras cenas do capítulo 3. No day after com a policial Sam, Cat está morrendo de rir da gritaria que vem do quarto em que Tess e Lou estão botando pra quebrar há horas. Sam faz uma piada sobre a noitada de Tess enquanto Cat se dá conta de que namorar é bom, mas o trabalho é que paga as contas de casa. Ela terá uma reunião importantíssima logo mais e parece não se sentir preparada para isso. Sam manda Cat relaxar, pois sabe que a arquiteta está super preparada para arrasar na reunião.

(mais…)

Read Full Post »

Não é bem a Shane. É a Kate Moennig fazendo uma pequena participação em Dexter. Mas no quesito cantada em mulheres ela ainda guarda resquício da sua famosa personagem de TLW. O mencionado episódio foi ao ar ontem nos Estados Unidos. Kate interpreta uma tatuadora que dá uma ajudinha (e uma cantada) à detetive Deb Morgan, a qual tenta desvendar mais um caso daqueles.

Read Full Post »

Skins com sotaque americano

Lançaram na semana passada os novos trailers de Skins US, produção da MTV americana com lançamento em janeiro de 2011. Tem cheirinho de remake que ora lembra ser uma cópia descarada da versão original, ora tenta dar uma pegada americana com cheerleaders e, provavelmente, algumas minas peitudas. Para não engrossar a fileira dos que já esculhambaram a ideia se fazer uma  refilmagem de uma das melhores séries teens de todos os tempos, vou dizer, de momento, que nem sempre fui contra remakes. Mas fica difícil acreditar em alguns deles. Pelo que entendi do trailer,  Syd – um dos meus personagens preferidos da primeira versão – se chamará Stanley na versão US. Há uma Michelle e um Tony, mas não consegui identificar uma loira chamada Cassie. Entendi que na versão americana ela será morena e seu nome parece ser Katie, ou algo assim. Também pude vislumbrar um Anwar americano, com nome diferente. É isso mesmo?

Os produtores do programa estão dizendo que se trata de uma versão com a cara dos teens americanos de hoje. A considerar pelo trailer que anda circulando pela internet, tem muito de cópia da versão britânica, inclusive algumas cenas são iguais ao original. Só muda o sotaque.

Para não dizer que é algo pessoal, sou uma fã  alucinada de My So-Called Life e Wonder Years, duas grandes produções americanas. Se os ingleses quisessem refilmá-las, eu também ficaria com pé atrás.

Read Full Post »

Lip Service – 1×02

Vi o segundo episódio de Lip Service com certo atraso e me odiei por causa disso. Agora tenho até a próxima terça para rever umas 500 vezes os três minutos finais do episódio. Para entender a que me refiro, você pode baixar o episódio imediatamente, caso não tenha visto ainda, ou seguir lendo o post  para ter uma ideia mínima da traquinagem dessas garotas.

O segundo episódio da série vem mais apimentado. Bem mais. Na primeira cena, vemos Tess pegando Lou de jeito, apresentando a moça ao mundo maravilhoso do biscoito recheado. Mas quando ela tenta botar Lou para “trabalhar” um pouquinho, a moça se esquiva e diz que está atrasada. Tess fica na mão. Em todos os sentidos.

(mais…)

Read Full Post »

Cris me deixou um link para um trecho de um vídeo em que Kristen Stewart  diz saber o que significa a palavra “Krisbian”. Ela jurou que não se incomoda com isso, mas uma pessoa especificamente sim. O entrevistado perguntou quem era a tal pessoa e ela respondeu: “meu irmão”.

 Tá boa, Pattinson?

Read Full Post »

…de obsessão. A música não é nova, mas o a versão americana do clipe saiu este mês. O primeiro clipe ainda é super bom. Gosto até mais. Agora essa versão US é algo mais queer, gravado no clássico Chelsea Hotel em Nova Iorque. Basta ter um marinheiro no meio, nêga, que pra mim vira Querelle. Também tem o remix com Kanye West. Mas aí eu fico com a versão limpa mesmo.

Read Full Post »

O AfterEllen.com publicou  hoje uma nova e pequena entrevista com a loira do momento Ruta Gedmintas, a Frankie de Lip Service.  A íntegra da entrevista, em inglês, pode ser lida aqui. Abaixo, algumas frases em tradução um tanto livre.

Sempre tive uma queda pela Angelina Jolie. Acho-a linda, e também desenvolvi um quedinha pela Heather Peace (A policial Sam, de Lip Service). Acho-a cool e linda.

Sobre como se inspira para entrar na personagem Frankie:

Tem uma música que é a “Frankie track”, mas eu quero guardar isso só para mim. Mas se tenho que ser um pouco afetada e estridente, então eu ouço Black Eyed Peas. Se tenho que ser sexy, ouço algo como Peaches, e se tive que estar bem emotiva, então rola um monte de Damien Rice e coisas parecidas.

 

É muito clichê dizer isso, mas não têm nada de sexy quando você as está filmando. As cenas de sexo foram provavelmenter o maior desafio para mim porque Frankie é bem predadora, então ela tem que ser extremamente segura, o que é difícil quando você está nua num quarto cheio de gente.

O segundo episódio de Lip Service vai ao ar amanhã à noite,às 22h30, horário britânico. Só para lembrar.

Read Full Post »

Sobre o final de Las Aparicio

Aqui cabem mais Aparicios

Foi ao ar, na última sexta, o último capítulo de Las Aparicio. Apesar de não ter conseguido seguir por aqui com todas as resenhas de seus 120 capítulos, estive acompanhando sua trama, e me atrevo a dizer que essa telenovela/série conseguiu lograr o que havia prometido desde seu lançamento: trouxe um novo conceito de novela para a televisão, que, diga-se de passagem, deveria servir de inspiração para as nossas produções. O Brasil é referência de grandes melodramas televisivos, mas talvez tenha chegado o momento de rever alguns conceitos e voltar a ousar um pouco mais nesse tipo de narrativa.  Ou morreremos de remakes e novelas de época? Nada contra, mas, novamente, é hora de ousar.

Las Aparicio brindou o México, e por tabela seus seguidores piratas (ou não) mundiais, com uma trama enxuta, mística, politizada. Seu elenco era pequeno, mas teve em seu favor bons diálogos e dramas pontuais, temperados com uma pimentinha mexicana. Mesclou narrativa de telenovela com telessérie. Adicionou à trama uma personagem lésbica bem resolvida do começo ao fim e, o maior de todos os feitos, celebrou as identidades.

Esperamos que um dia toda forma de amor seja aceita como Las Aparicio aceitaram. Que toda forma de sexo seja experimentada como Las Aparicio experimentaram. Que a liberdade e as opções sexuais sejam respeitadas como as personagens dessa produção respeitaram.

Las Aparicio não foi uma série gay. Não foi uma telenovela mexicana. Não foi uma telessérie em seu estado puro. Não foi nem mesmo um meio-termo de tudo isso. Foi, na verdade, mais “allá” dos velhos conceitos que temos aqui, ó, na nossa cabecinha. A televisão precisa disso e, nós, o público, agradecemos.

Viva Las Aparicio!

Viva el México, guey!

E torçamos para que o Mariana e Julia tenham um filho lindo num futuro próximo.

E só para reforçar a mensagem final da novela-série: Aparicio é cada uma de nós.

Read Full Post »

Older Posts »