Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘publicações’ Category

Passando rapidinho antes dos preparativos para a ceia natalina para dar algumas boas notícias às senhoras:

1ª Melhor Notícia:

Segunda temporada de Lip Service confirmada! O triângulo Frankie-Cat-Sam vai sim voltar à cena em 2011, informação esta confirmada pela própria BBC. Mas o melhor disso tudo é: Tess, a melhor amiga que gostaríamos de ter, também vai voltar à cena. Pergunta é: será que Lou reaparece?

we'll be back bitches!

2ª Melhor Notícia:

Lésbicas ganham mais dinheiro que mulheres hétero. Oh yeah, além de fazer bem ao coração, ser lésbica também faz bem ao bolso. Segundo pesquisa divulgada recentemente pela Industrial Relations, uma publicação de economia americana, as biscoitas tendem a ganhar pelo menos 6% mais que as não-biscoitas. Não se sabe ao certo o motivo, há quem diga que é porque mulheres que gostam de homens esperam mais por um casamento estável e um bofe que as sustente do que exatamente por um salário mais alto. Minha humilde hipótese vai por outro caminho: ser lésbica ou bissexual é a maior diversão. Simples assim.

3ª Melhor Notícia:

Tem filme biscoito-sueco novo na área. A lembrar que a Suécia, ah…a Suécia… foi quem nos deu o grande clássico Fucking Amal, um dos melhores filmes (senão o melhor) lésbicos adolescentes de todos os tempos. O novo longa se chama Kiss Mig (Me Beija) e pelo pouco que pude entender no meu sueco-translator-tabajara, trata-se da história de Mia, uma mulher que começa a questionar sua sexualidade quando conhece uma biscoita irresistível e coisa e tal. Procurei trailer que nem uma desesperada, mas pelo visto ainda não tá na web.

ah, a suécia...

Read Full Post »

não dá para resistir

Na ausência e saudade danada de poder voltar a ser mais assídua no blog, e de ter uma conexão estável, que não caia com essa chuva que vez ou outra insiste em acometer esta cidade portuária, dou de cara com a nova edição da DIVA Magazine com a minha adorável obsessão: Jennifer Beals.

O conteúdo da entrevista deve ser mesmo uma maravilha, como eu suspeitava. Li um comentário no twitter de uma garota americana que acabava de ler o artigo com a atriz. Dizia: “eu sempre detestei a Bette em TLW (nem tanto quanto a Jenny, claro), mas agora eu super entendo essa atração por Jennifer Beals”.

Não entendo o porquê de tanta ojeriza, minha querida. Toda mulher que merece respeito pode ter odiado Bette por alguns episódios, em alguma fase de sua vida, mas devia saber que ela era a melhor de todas. Não havia pegada no mundo que fosse digna ao pega dessa mulher. Eu tinha até um pacto com minha respectiva senhora. Se fosse com Bette, ela tava liberada. Afinal, eu faria o mesmo. Chifre de Bette não é chifre. Como diria uma amiga minha, é currículo.

E por falar em sua personagem na série, eis o que Beals tem a dizer:

“Sinto falta de Bette algumas vezes. Especialmente quando estou no meio de uma discussão com alguém e penso ´eu sei que ela saberia o que fazer´.

Realmente, a mulher sabia muito bem entrar numa briga e peitar Deus e o mundo!

Quem banca a entrevistadora para a revista é a colega de profissão de Beals, Rachel Shelley (a Helena de The L Word), que se diz encantada com a amiga. A atriz  não escondeu que hesitou um pouco na hora de topar entrevistar a estrela de Flashdance. Shelley escreveu o seguinte: “por mais que ame vocês, caras leitoras, não estou prestes a arruinar uma amizade valiosa (ao fazer a pergunta errada) e misturar os papéis de jornalista e amiga pessoal. Houve, claro, muitas conversas e experiências que eu e ela compartilhamos ao longo dos anos, que seriam inadequadas para uma artigo de uma revista, sendo ela (Beals)  famosa ou não. A maioria delas são óbvias; outras são maravilhosamente estranhas, como os nomes de seus bichos de estimação. Ela é, como a própria admite, uma pessoa bastante reservada”.

Quatro letrinhas é pouco, Beals, para mim. Mas a revista resumiu bem o meu sentimento pela sua pessoa:

D.I.V.A.

Read Full Post »

Kristen Stewart  – a Bella Swan da saga teen Crepúsculo, a Joan Jett na versão cinematográfica de The Runaways – fez um ensaio muito digno para a revista Elle americana. Na entrevista, a jovem teceu alguns comentários sobre o namoro com o seu colega de elenco vampiresco, Robert Pattinson: “se eu assumisse que estava namorando, então as pessoas não seriam tão vorazes sobre esse assunto. Mas não, elas querem detalhes”, teria dito a atriz. Eu garanto, querida Kristen, que se a senhorita assumisse uma outra coisa, tipo, outra coisa que não envolve garotos, a gente até negociava deixar alguns detalhes mais sórdidos de lado.

Algumas fotos do ensaio:

(mais…)

Read Full Post »

Para lembrar

Isso não é exatamente um post. Está mais para um Post-It. Para você, cara leitora, não se esquecer.

Já está à venda o The L Word Book, registro fotográfico de seis anos da série mais amada – e muitas vezes odiada – pelas biscoitas do mundo inteiro. São mais de 400 fotos de bastidores e elenco, tudo registrado pela câmara da atriz Jennifer Beals, criatura que tem uma das melhores pegadas da televisão americana. Segundo relata a própria Beals em entrevistas a diversos veículos, e no próprio site do livro, o trabalho é fruto de uma vontadede preservar uma experiência de vida única. Para ela, não se fazia apenas uma série para tv. Também se construíram novas amizades que a atriz pretende guardar para o resto da vida.

Como uma das opções de compra, o livro pode ser customizado. O dinheiro das vendas será direcionado às instituições Matthew Shepard Foundation, I Live Here Projects (cuja mentora é a companheira de elenco de Jennifer Beals, a atriz Mia Kirshner) e The Pablove Foundation. Para quem entende um pouco de inglês e não conhece a história de Matthew Shepard, sugiro uma visita ao site da fundação e uma leitura séria sobre esse crime horrível que abalou a comunidade gay americana na década de 90, e cuja instituição é bastante séria e conhecida por combater a homofobia. Todas as vezes que leio algo sobre esse crime, meu estômago revira.

Como não canso quando o assunto é Julianne Moore, vai aqui mais uma informação sobre o  biscoito The Kids Are All Right. Dirigido por Lisa Cholodenko (diretora de filmes como High Art e de alguns episódios de Six Feet Under e de The L Word), a película recebeu boas críticas em janeiro quando foi exibido em Sundance com honras de “o novo Little Miss Sunshine”). Agora é a vez de Berlim acolher a película com boas reviews e recepção empolgante por parte do público. Segundo as críticas que rolam pela internet, The Kids… arrancou esta semana risos e aplausos de quem foi conferir o Festival de Berlim.

Em tempo: o filme só estreia no Brasil no segundo semestre de 2010, o que não impede de você ir se agendando, né?

Read Full Post »

Precisa de palavras?

na cama com naomily

Ok, agora depois dessa profunda respiração (como assim? vocês não conseguiram pegar oxigênio?), vamos aos fatos: a edição da Diva chega às bancas inglesas no próximo dia 7 de janeiro e eis uma preview do texto da revista:

“As atrizes de Skins Kathryn Prescott e Lily Loveless ganharam fãs pelo mundo com suas sensíveis representações do casal adolescente Emily e Naomi em Skins, o popular drama do Chanel 4. Nós conversamos com as jovens estrelas sobre sexualidade, a quarta temporada e toda a base de fãs lésbicas.

‘Acho que meu namorado parece com La Roux!’, brinca Kathryn Prescott. ‘Mas ele fica irritado quando eu digo isso.’ É 8 da manhã e estamos na suíte brilhosa de um hotel no centro de Londres, esperando a colega de cena de Kat, Lily Loveless. Enquanto esperamos, folheamos uma cópia da edição de dezembro da Diva, checando a lista das 100 mulheres mais quentes na qual Kat ficou em 43º lugar e Lily em 47º. ‘Yes!’, diz Kat triunfante, achando outra celebridade famosa na lista. ‘Nós batemos Alexa Chung!’ Quando Loveless chega, tendo parado no caminho por uma Whole Foods para pegar almoço e perguntar por direções (‘Parece que toda vez que nos falamos por telefone Lily tá na Whole Foods’, diz Kat), nos encaminhamos para uma sala abaixo no hotel onde cabelereira e maquiadora estão esperando para trabalhar nas meninas. Ao som de um barulho de broca que não parava no prédio vizinho e do som do secador de Marcia, a hairstylist, começamos nossa conversa”

Naturalmente, quando todo o conteúdo da revista for publicado, não é preciso dizer que fãs inglesas vão fazer o favor de scanear isso pra gente.

Agora, número 1: se o namorado de Kat se parece mesmo com La Roux, nome da dupla electro-pop inglesa, esse rapaz é uma figura beeeem andrógina e acho que isso conta vários pontos a favor de Kat.

número 2: Lily, eu também AMO Whole Foods (e é realmente uma pena que a franquia ainda não tenha chegado ao Brasil), então, de repente, acho que temos uma coisa em comum para começar nossa conversa.

ps.: agradecimento à nossa sempre atenta leitora T., que nos mandou a dica da imagem quando eu estava no meio do meu plantão ontem, angustiada porque não podia dissecar cientificamente a foto.

F5: E quer saber mais sobre o casal Naomily? Existe uma história por aí que vocês vão querer saber…

(mais…)

Read Full Post »

Recebemos uma mensagem sobre o lançamento do livro Mesa 27, amanhã, em Porto Alegre. Como moro algumas horas de avião de lá, não poderei conferir o evento, mas deixo aqui a sugestão para quem estiver na cidade para dar uma chegada na livraria Bamboletras, no Shopping Nova Olaria. Entrei no blog da autora da obra, Adriana Nicolodi, para saber um pouco mais sobre a história. Diz o seguinte:

“Após uma desilusão amorosa, Nina rompe com sua namorada e resolve mudar de vida indo em busca de seu grande sonho, que é tornar-se uma reconhecida Chef de cozinha. Muda-se de país para dedicar-se a sua carreira em um pequeno restaurante em Montreal, porém, ela não poderia prever que uma simples reserva, em um dia rotineiro de trabalho, mudaria sua vida drasticamente e a faria experimentar a sensação de apaixonar-se perdidamente por uma mulher casada.”

O primeiro capítulo do livro está disponível aqui. Quem se interessar, pode adquir uma cópia na livraria, a partir de amanhã, ou entrar em contato com a própria autora. E depois de lê-lo, claro, conte-nos o que achou.

Read Full Post »

Li hoje uma matéria no Jornal do Commercio sobre homossexualismo na Colônia Penal Feminina do Recife, conhecida como Bom Pastor.  Infelizmente, a matéria que disponibilizaram na Internet não traz um gráfico com dados feitos pela ONG Movimento Gay Leões do Norte, que foi publicado na versão impressa do jornal.  No entanto, transcrevo aqui o tal gráfico: uma “radiografia” das lésbicas do Bom Pastor indicou que  66% das detentas se declararam homossexuais contra 3% heterosseuxais; 17% não informaram sua orientação afetiva sexual (foi assim que chamaram na reportagem); 14% disseram ser bissexuais e 3% herossexuais, sendo que 84% das presidiárias têm ensino fundamental incompleto.  Eu imaginava  e sabia que o número de detentas lésbicas era alto, mas não imaginava que fosse mais da metade do total de presidárias. Vocês acreditariam que se tal pesquisa tivesse sido feita em algum presídio masculino o número de homens que se declarasse gay seria tão alto assim? Não creio. Apesar de que sabemos que isso é bastante comum lá dentro.

Aqui está a reportagem publicada no JC:

(mais…)

Read Full Post »

Older Posts »