Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \25\UTC 2010

Nicole Pacent, estrela da série para web Anyone But Me, viverá uma jogadora de futebol no filme Queens of The World, cujas gravações começam ainda este ano.  O filme contará a história de amor entre duas atletas que se separam em meio às competições de um campeonato feminino de futebol. Pacent, protagonista do filme, será Maggie Connor, uma estrela em ascensão nos gramados. O elenco ainda traz Nikki Caster, de Cherry Bomb (à direita na foto), que deverá encarnar o par e rival de Pacent, e Elizabeth Keener, de The L Word. O roteiro e a direção são de Mel Robertson. Há comentários de que o filme irá virar uma série, também estrelada pela atriz de ABM.

Read Full Post »

Depois de algumas semanas de espera, eis que saiu na última terça, finalmente, episódio novo da segunda temporada de Anyone But Me. Desta vez, Aster começa a fazer a terapia, inicialmente não muito satisfeita com isso, e Vivian está procurando ocupar a cabeça com outras coisas que não sejam “pensar em si mesma”.  O episódio está legendado em português. A tradução é de pandora69836.

(mais…)

Read Full Post »

“Obrigado, Brasil”

O Incrível Hulk brasileiro, herói dos quadrinhos da Globo, continua na casa. Segundo dizem os BBBmaníacos, é um dos mais cotados pra levar o prêmio da corrida maluca da “nave mãe”. Mas o pão e circo ainda não acabou. Mais tarde tem festa na casa mais vigiada do Brasil, anuncia o locutor.

Todos os patetas estão convidados. Inclusive você, telespectador. Só aviso que sua participação somente dá direito a uma mera brechadinha de imagens editadas. Mas não desanime! A festa tem convidado especial. Muttley já confirmou presença. Vai soltar aquela risadinha escrota enquanto Dourado, o anti-héroi das massas, caminhando entre a a piscina e a graminha da Casa-Projac, solta aquele grito que já virou jargão dos mocinhos e vilões sobreviventes: “Obrigado, Brasil!”.  Pedro Bial, infelizmente, não poderá ir ao evento. Faleceu há uma semana. Sua presença, ontem à noite, ao anunciar o eliminado do dia, envolveu uma mesa branca e alguns trabalhos mediúnicos.

Para quem acompanhou o BBB por causa de Angélica, a novela acabou hoje. Para os que aderiram à campanha do Fora, Dourado!, o “jogo” continua. Para quem nunca levou o programa a sério, como eu, resta-nos torcer para que esta 10ª edição faça que nem a Megassena e acumule. O  Boninho pegaria essa grana e, seguindo os conselhos inteligentíssimos da  Miriam Leitão, aplicaria na bolsa. A renda seria revertida futuramente para alguma ONG criada pelo Diego Alemão. Afinal, o objetivo do BBB não é esse? Distribuir prêmios para  heróis de araque?

Pensando melhor, eu pegaria o tal 1,5 milhão de reais e doaria pro cofrinho da Angélica . Não a Morango, mas a loira casada com o Huck. O incrível Luciano Huck.

Plim-Plim.

Read Full Post »

Pelo fim de um anti-herói “moderno”

Hoje, a caminho do trabalho, ao lado de uma colega, 26 anos, funcionária pública, classe média, bem instruída, graduada em uma dessas grandes universidades federais brasileiras, prestes a concluir seu segundo curso superior, ouvi o seguinte comentário: “Conta aí quem foram os indicados para o paredão no BBB! Se o Dourado estiver na reta, eu torço pra ele ficar!”.

Nunca encarei o BBB como um campo de batalha, até porque sempre tive plena consciência que aquilo não passa de um novelão de roteiro capenga. Mas minha curiosidade mórbida quis saber por que motivos tal colega  torceria por um clichê machista de 24 horas de academia, que nunca escondeu seu pé atrás com gays (agora ele “respeita” gays, esqueci que ele joga bem…), que se nega a passar protetor solar em mulher com medo de uma ereção repentina, que se descreve como alguém de fácil convivência, mas que já quebrou pau com meio mundo de sarados, cabeças, coloridos.  “Torço por ele porque representa o anti-herói moderno”, respondeu a colega. Deve ser mesmo. Lá no mundo maravilhoso de Ozzy.

Se o anti-herói atual das massas chama-se Marcelo Dourado, 37 anos de malhação, por onde andam os antigos vilões ou os velhos anti-heróis de verdade?  Em seu perfil na Globo, ele  é super bem resolvido quando questionado sobre quem é o seu herói favorito: “eu mesmo”.

Ok. Deixa ver se entendi direito. Para o telespectador/massa, ele é um anti-herói. Para o mundo dos que o odeiam, vilão. E para ele mesmo, o herói.

Talvez  o vilão seja o Boninho, o Pedro Bial ou a massa viciada em “anti-heróis modernos”, que aprecia um ser “solidário, divertido, de convivência fácil” (também tá lá no seu perfil na Globo), de uma sapiência restrita a frases de efeito retiradas de um grandioso filme como “O Poderoso Chefão” (pobre Coppola).

Esse tal de “anti-herói moderno” é manipulação de imagem, é edição para ganhar audiência. É a “homenagem” da Globo aos gaúchos, às mulheres, às crianças, aos gays. É o símbolo do que há de mais degradante nessa aberração que agora chamam de anti-herói moderno.

O BBB é uma das armações mais populares da televisão brasileira. Eu sei, você sabe, Boninho sabe. Mas se o circo já está armado, vamos vestir a roupa dos palhaços? No mundo sem mais o velho (anti) heroísmo del Chapulín Colorado, a única astúcia com a qual podemos contar é com o poder de uma conexão banda larga, dos fóruns de discussões, de mobilizações virtuais. Até eu, que sou descrente dessas votações, cliquei 50 vezes  na cara do Dourado. Em apenas dois minutos. Hoje tem mais.

Marcelo Dourado não merece ser eliminado somente como ato de apoio a coloridos ou desbotados. Sua saída não é apenas “a vingança” de Dicésares e Angélicas. Eliminá-lo é um direito de termos nossos verdadeiros vilões, heróis e anti-heróis que outrora fizeram parte de nossa infância de volta. A Liga da Justiça agradece o seu voto.

Read Full Post »

Venice – Review dos episódios 6 ao 8

Como havia dito no post anterior sobre Venice, tenho a meta de até amanhã atualizar todos os capítulos atrasados. Neste post, decidi fazer um resumão (nem tão resumido assim, vale salientar) do que aconteceu nos episódios 6, 7 e 8. Ficou enorme, portanto, paciência. Deu um trabalhão danado. Mais tarde, posto a review do episódio 10, que foi bem legal.

Vamos aos episódios. Tem bastante foto e muito texto!

(mais…)

Read Full Post »

Antes de mais nada, estou com os recaps de Venice prontos para serem postados. A única exceção é o episódio 10, que foi ao ar na última sexta, sobre o qual estou fazendo uma nova review. Ainda hoje – no mais tardar amanhã – postarei todos os resumos dos episódios aqui no blog, com screencaps e vários diálogos. Sei que me atrasei bastante nessas atualizações, mas farei de tudo para mantê-los em dia de agora em diante.

Este post, no entanto, é para matar a curiosidade de várias leitoras que não têm acesso à websérie, a qual, como já sabemos, é paga. Com o final da primeira temporada chegando, algumas fãs que têm acesso ao conteúdo para assinantes começaram a soltar alguns episódios na rede. Sei que muitas de vocês já viram ou sabem como localizá-los, por isso, este post é para as fãs que não conseguiram ver nada de Venice ou somente viram  o primeiro episódio, cujo conteúdo foi todo liberado pela produção do programa.

As responsáveis pela captura e tradução dos vídeos estão cientes dos riscos legais que correm. Por isso, a divulgação tem sido bastante moderada no youtube, fazendo o estilo “faz de conta que você não sabe de nada”. As legendas estão em espanhol.

Como o fato está se tornando público (e quase notório), e eu não tenho nada a ver com isso, seria egoísmo de minha parte não dividir tal notícia com as fãs que não conseguem ou não podem pagar pelos episódios, não é mesmo? É, eu sou super gente boa, eu sei. =P

Decidi não publicar esse post no twitter, uma vez que a produção de Venice costuma estar sempre logada e de olho nas notícias sobre a série que são publicadas no microblog. Nem sequer vou linkar os vídeos para as autoras das legendas. Desculpem-me se não lhes darei o crédito merecido. Simplesmente não quero que tirem o conteúdo do ar, nem que nos peçam para deletar o post. É um risco que decidi correr.

Por enquanto, só há cinco episódios legendados. Mas sei que em breve haverá mais. Só lembrando vocês que os episódios 6 ao 10 serão publicados por aqui em screencap. Mas, em breve, devem estar vazando pela web.

(mais…)

Read Full Post »

Shari que me desculpe….

mas Mariana Costa é fundamental!

A essa altura, todo mundo já sabe que o jogo da última quinta-feira (18.02), no Recife, deu São Caetano com três sets ganhos em cima do Sport. Quem fechou mesmo foi a ponta Mariana Costa (a Mari Paraíba), cujo nome me era familiar e cujo rosto já tinha visto rapidamente em vários sites, mas nunca reparado de verdade. Com Mariana na quadra, até me esqueci que o meu time estava perdendo. Até me esqueci que Mari e Sheilla estavam ali do lado.

Falando nas musas, Mari e Sheilla jogaram razoavelmente bem.  Já as vi, no entanto, jogarem melhor.  Mas há algo que as fez  muito superiores ao time adversário: elas souberam decidir o jogo. E nesse quesito, Mariana Costa não também não ficou atrás. Fez pontos importantes, jogou duro, errou algumas vezes, é verdade, mas apareceu muito bem.  E com unhas pintadas no rosa da moda.

O troféu SuperLINDA Feminina de Vôlei da semana vai para Mariana.

(mais…)

Read Full Post »

Older Posts »