Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘leisha hailey’

Anda com saudade da dupla? Já pode acabar com o banzo. Desde a semana passada, está rolando o videoclipe novo do casal Leisha e Camila. A canção escolhida foi é a Wake To Sleep, quarta faixa do álbum Nocturnes, lançado ano passado pelas Uh Huh Her. Confira:

Read Full Post »

Vamos começar a semana curtindo música biscoita para uma plateia biscoita de duas namoradinhas muito das bicoitas. É muito recheio para você neste começo de semana.

Read Full Post »

Preste atenção nas  imagens abaixo:

Sentiu um climão?

Depois que soube que Leisha Hailey e Camila Grey formam um belo casal de biscoitas apaixonadas, mesmo que o relacionamento tenha vindo a público, sem querer, após o papelão da companhia área Southwest Airlines, vejo pinta em tudo que elas fazem/faziam. OK, antes do incidente com a companhia aérea, cheguei a desconfiar das duas, mas como Leisha tinha um relacionamento de longa data com uma estilista, achava que era coisa de minha cabeça. O tempo mostrou que não estava tão enganada assim.

No clipe do primeiro single da dupla (Another Case) do mais recente álbum das Uh Huh Her,  Nocturnes, as duas estão num cinema, ou algo do tipo, e simulam trocar conversa ao pé do ouvido. O jeito como Leisha e Cam cantam versos como “tell me I´m the only one…”  ou  “you´re giving me hope somehow“, uma olhando para outra de forma bem…hummmm….pintosa….indica que, cedo ou tarde, dentro ou fora do avião, a gente ia ter certeza que rolava algo entre as duas havia muito tempo.

Vejo uma “deixa” ainda maior num vídeo promocional antes do lançamento do álbum, no qual elas explicam o processo de criação do disco, época que estavam sem agente e gravadora, e como foi trabalhar sem grana, sozinhas. Reconhecem inclusive uma enorme gratidão por suas fãs, que as ajudaram financeiramente na finalização do álbum. Mas difícil mesmo é não notar nesse vídeo um certo – de novo – “olhar” de Leisha quando Camila conta como as duas se conheceram. Impressão minha ou havia um alto teor de intimidade entre as moças, algo muito além de parceria musical? E Leisha negando toda a história de como Camila chamou sua atenção? Bom mesmo é no finalzinho do vídeo, quando Cam Grey solta um rápido “we´re stupid together”. Ora, que casal apaixonado não é um pouco estúpido, Camila?

Definitivamente, entre subidas e descidas de palco, gravações de álbuns e viagens de avião, sempre rolou uma coisa a mais entre as duas, marinada com muita química.

Read Full Post »

Recebi de ontem para hoje várias mensagens de amigas avisando do babado das últimas 24 horas:  Leisha Hailey e a namorada  foram expulsas de um voo da  Southwest Airlines por terem trocado beijos dentro do avião. Segundo a atriz e integrante da banda Uh Huh Her, o aviso foi que o beijo não era “ok” e que a companhia aérea era do tipo familiar. De se estranhar o uso do “familiar”, já que a Southwest Airlines se vende como gay friendly.

A empresa aérea, por sua vez, diz que a história não é bem assim. Que, na verdade, as moças exaltaram-se no bate-boca com a tripulação, exagerando nos palavrões e no tom de voz, depois que  foram avisadas que algumas pessoas do voo estavam incomodadas com os “excessos” do casal.

Apesar de realmente achar que Leisha e a namorada tenham exagerado nas expressões nada leves – acho que talvez fizesse o mesmo se tivesse sido repreendida por conta de um beijo na boca -, é difícil entender que uma empresa aérea oficial do Gay & Lesbian Alliance Against Defamation (GLAAD) utilize o tal termo “família” em suas alegações num momento em que o mundo revê e repensa o verdadeiro conceito da palavra. Ou será que não?

Garanto que há coisas mais incômodas que deveriam ser expurgadas de um voo. Sugiro que deem prioridade a algumas pessoas verdadeiramente perturbadoras e mal-educadas. Eu pelo menos expulsaria toda aquela “família modelo” que viaja com três pestinhas que não dormem nem deixam ninguém dormir dentro do avião, ou ler um livro, ou ver um filme. “Crianças inocentes”  que carregam nos palavrões cabeludérrimos, abrem o berreiro durante todo o voo e ainda passam na sua frente na fila do banheiro. Não esqueçam também daqueles seres, super preocupados em não ter uma trombose no meio das oito horas de viagem, que resolvem fazer ginástica, às duas da manhã, no corredor, ou na minúscula poltrona ao seu lado. Tenho certeza que costumam ver as dicas do Jornal Hoje sobre saúde e provavelmente foi lá que souberam como é bom dar uma esticadinha durante as viagens longas. De fato, o alongamento é super importante. O problema é que o tal exercício recomendado por especialistas não inclui chutes no passageiro ao lado,  pisadas nas bolsas alheias e tudo mais que estiver no seu caminho. Sugiro também expulsar quase toda tripulação da TAP, por antipatia. Acho tudo isso mais incômodo do que um beijo gay.

Por último, minha cara de passada: Leisha está namorando com Camila Grey, a vocalista do Uh Huh Her??! Eu jurava que ainda estava com Nina Garduno. Procurando a notícia em tudo quanto é lugar, achei apenas uns dois sites relatando que a tal namorada do avião era Nina. Os outros noticiários só apontavam como parceira de beijo a vocalista Camila Grey. Isso sim para mim foi o grande babado.

Read Full Post »

Deu para sentir que o clima é de música no blog?

Como falamos em k.d.lang, me lembrei de Leisha Hailey, portanto, eis o clipe oficial do single Black and Blue da sua banda Uh Huh Her. Cá com meus botões, fiquei imaginando se tivesse rolado  um episódio-musical em The L Word, para Leisha dar uma pinta básica mostrando seu lado cantora. Fiquei pensando aqui que covers ficariam boas na voz dela pra um episódio de TLW. Alguma sugestão?

 

Read Full Post »

Som na caixa!

Saiu esta semana o novo ep do duo Uh Huh Her, banda da atriz Leisha Hailey. O cd, batizado de Black and Blue, pode ser comprado no site oficial da banda. Para adquirir a versão física do disco, aí, meu bem, só indo a um show das garotas e matando a gente de inveja, já que a dupla só o comercializará durante suas apresentações, que nunca incluem o Brasil.

Acompanhando há alguns anos a carreira musical de Leisha, resolvi relembrar por aqui da época em que a atriz fazia um barulhinho diferente. Atualmente, a moça envereda por caminhos mais pop com pitadas eletrônicas, como se pode notar nesta canção, que integra o mais recente trabalho da banda.

Uma certa obsessão por Leisha durante os primeiros anos da série The L Word me fez baixar muita coisa de suas bandas anteriores. Confesso que tive muito apreço pela The Murmurs, que sobreviveu à década de 1990 e teve seu fim anunciado em 2000. É Leisha de cabelos coloridos, bem longe do visual fashion de Los Angeles (não que eu não goste, muito pelo contrário), época em que namorou quase cinco anos a cantora canadense k.d. lang e encarou um papel no clássico filme lesbo-indie All Over Me.

(mais…)

Read Full Post »

Tem motivo especial não. Só tô pensando em fazer uma petição para trazer Leisha Hailey ao Brasil. Algum produtor ou produtora de festival, por favor, se habilite! Vão trazer os cabeludos do Iron Maiden e não trazem umas menininhas bonitinhas para tocar por aqui, rapaz. Que maldade!

Vídeo  postado no final do ano passado na página do youtube das Uh Huh Her. Minha insônia me levou a essa página às duas da manhã.

Read Full Post »

alicethespyComo diria nossa guru e madre de todas las bolleras deste blog (carol): cuidado, spoiler! Dito isso, se continuar lendo este post, você vai saber algumas informações a mais sobre o novo spin-off de The L Word, série estrelada por Leisha Hailey que, como avisamos aqui em posts anteriores, ainda é um mero projeto a ser apresentado ao canal Showtime. As informações abaixo dizem respeito à personagem Alice Pieszecki e às cenas iniciais do tão falado spin-off (ainda sem título). Também estão conectadas com o final da série The L Word, portanto, pense bem antes de seguir a leitura.

Desistiu?

Então tá. Não diga que não avisei…

(mais…)

Read Full Post »

a preferida da casa

a preferida da casa

Saudades de Leisha? Preciso dizer que eu também? Pois bem, senhoras. Parece que o badalado spin-off estrelado pela nossa amada Leisha Hailey vai ter um quê de violência digna da ótima série online biscoita Girltrash. Pelo menos é que se pôde entender sobre o piloto do programa, cujos detalhes vazaram no site do The L Word Oline , esta semana. O piloto, intitulado The Farm, será apresentado ao canal Showtime, que transmite The L Word nos Estados Unidos. Terá inicialmente 20 minutos de duração e pelo menos sete personagens femininas. O início das filmagens está previsto para 10 de dezembro.

Mas como nem tudo na vida biscoita são flores, em entrevista ao site Metromix, Leisha jogou um pouco de água fria nas nossas expectativas (bem, nem tanto…). Segundo ela, o spin-off não vai ser exatamente tudo isso que estamos sonhando. Olha só que o ela comentou:

Metromix: Em prol dos incontáveis fãs de The L Word e Alice Pieszecki, há alguma mínima coisa que você pode contar sobre o spin-off do programa proposto?

Leisha Hailey: Bem… ainda não tem nada fechado; é só um piloto. Definitivamente não vai ser o que as pessoas estão esperando, vamos dizer assim. Nós temos os fãs mais fiéis da face da Terra, então eu realmente espero que eles não se aborreçam com os rumos da personagem na nova série. Veremos.

Deixando de lado um pouco o que Leisha nos tem a dizer, o fato é que o programa, ainda que frustrante (se é que realmente vai ser frustrante), propõe trazer boas personagens para a telinha. Vejamos o que os idealizadores do spin-off têm em mente sobre o perfil das principais personagens, de acordo com as informações divulgadas pelo The L Word Online:

Wade Dawson – Sexo feminino, tem cerca de 25 anos, sem etnia definida. É arrogante e linda. Segue uma dieta restrita de anti-psicóticos para combater seus rompantes de violência e ódio interno, também auto-medicados com sexo de intensa e indiscreta variedade. A luta interna de Wade é suficiente para quase quebrar o seu coração, até você se lembrar quão fácil ela conseguiria quebrar você.

Graciele Martinez – Latina ou de descendência afro-americana. Está saindo da casa dos 20. É conhecida com a líder da gangue, com um histórico de drogas, assaltos e todo tipo de violência física. Na rua, seus “compadres” podem até vê-la como uma mãe, mas Graciela reserva seu verdadeiro instito materno para as duas filhas a quem ama profundamente e por quem faria qualquer coisa para proteger.

Valentina Galindo – Está quase deixando seus 30 anos para trás. Valentina é uma personagem de proporções míticas. Alguns diriam que ela é uma gângster durona, que ordena mais assassinatos do que seus equivalentes masculinos juntos. Outros jurariam que ela é uma ativista comunitária e que, certamente, sua aparência modesta, sua inteligência evidente e sua maneira articulada evidenciariam isso.

Margaret Elder – Está no fim dos 30/começo dos 40. Branca ou negra. Margaret é cheia de ambição, por vezes cruel, o que permite que ela se dê muito bem na vida e na carreira, muito além de seus colegas e superiores. Algumas vezes sarcástica, Elder é uma mulher osso duro de roer e, de modo algum, uma feminista. Mas até as maiores crueldades de Elder não podem esconder totalmente a figura atrativa e de boa aparência que está surgindo..

Helen Miller – Branca, tem pouco mais de 40 anos. Aparentemente é nada nonsense e sem dramas. Apesar de por vezes insensível, Miller é uma mulher de consciência que se preocupa com coisas como justiça, dignidade a humanidade. Enquanto outros tentam andar na linha, Miller está desejando lutar contra o “status quo” para deixar as coisas no lugar certo.

Sheri Silva – Tem entre 30 a 40 anos. Latina ou branca. Sheri Silva é de um beleza delicada e influenciável – do tipo que faz amigos rápido. Paqueradora, apesar de nunca admitir, e super manipuladora, ela trabalha duro para fazer com que os relacionamentos funcionem para ela.

Tootsie Freed – Branca, está quase deixando a casa dos 20. Um dieta de drogas a deixou sedenta e necessitada de substâncias ilícitas e relacionamentos interdependentes. Ela pode até parecer reticente e retraída em público, mas sabe muito mais do que você imagina sobre quem é quem e o que está acontecendo. No íntimo, é uma possessiva hostil e irá lutar com você até a morte se cruzar o caminho dela.

A grande dúvida que pairou no ar, pelo menos para mim, foi: onde entrará a jornalista Alice Pieszecki, interpretada por Leisha em The L Word, nessa história toda? Pelo que pudemos ver das personagens da série, não há nenhuma referência explícita – ou implícita – sobre o que será de Alice…

Alguma sugestão ou será que perdi alguma coisa?

Read Full Post »

Promessa é dívida e depois de ficar duas semanas sem mencionar o nome de Leisha Hailey aqui no blog, eis que surge uma ótima desculpa para postar algo sobre ela. No último dia 29, Uh Huh Her lançou o videoclipe da música Explode, o segundo do álbum Common Reaction. Como o clipe ainda não foi postado no canal da banda no YouTube nem no Myspace – acredito que devam subir o vídeo por esses dias -, quem quiser se antecipar e dar uma olhadinha no trabalho das garotas pode acessar o site do AfterEllen e conferir o resultado. Desta vez, a produção foi feita em desenho animado.

Read Full Post »

Older Posts »