Feeds:
Posts
Comentários

Archive for maio \18\-03:00 2011

Nunca é demais ver gente linda, não é verdade? E o diretor criativo da Chanel e da Fendi, Karl Lagerfeld, atacou mais uma vez de diretor de curta-metragem e abusou do direito de nos mostrar beldades ao produzir o The Tale Of A Fairy, exibido durante o desfile da coleção Cruise da Chanel, em Cap d´Antibes na França.

Mesmo alegando que o filme não tem muito a ver com a proposta da coleção, o curta, de 25 minutos, traz mulheres lindas de carão e roupas impecáveis, muitos coques de cabelo, óculos escuros super trendy, gente se esbaldando em dinheiro e gritando “because I´m rich!”, e – o que mais nos interessa – um beijo lésbico entre Anna Mouglalis e a modelo dinamarquesa Freja Beha, uma das queridinhas de Lagerfeld e daqui de casa. Freja, por sinal, passa quase todo o filme com os seus (poucos) seios à mostra. Super misteriosa e dando uma de fadinha, ela proporciona momentos de fantasia à Anna Mouglalis e a nós, espectadoras.

Glamour, luxúria e fantasia. Porque um pouco futilidade às vezes faz bem à cútis, como diria uma amiga da minha mãe.

E só para não perder a ocasião: sim, sempre se comentou que Freja ama as mulheres e algumas modelos. Fotos dela com as supostas namoradas podem ser vistas facilmente num google imagem perto de você. Quando tiver um dia desses de bobeira…

Read Full Post »

Calzona – 7×21

Postando com certo atraso novas cenas de Callie e Arizona. Callie, super apegada à filhinha, volta ao trabalho firme e forte e louca para “consertar” pernas, braços ou tudo aquilo tenha osso no meio. Não rolou nenhuma troca de carinho ardente entre o casal, nem juras de amor, mas sempre vale o registro. No mais, lembrem a suas amigas grávidas a pularem a parte do feto enrolado no intestino de uma das pacientes. Para quem não é da área, na boa, dá medo.

Read Full Post »

 O tão esperado primeiro beijo lésbico da televisão brasileira foi ao ar ontem à noite na novela Amor e Revolução. “Coincidentemente”, o SBT registrou, por alguns minutos, picos de audiência de até 9 pontos no Ibope. Comemoração para a emissora –  que empatou pela primeira vez no horário com a Record e já promete um segundo beijo lésbico em breve – e para as telespectadoras. A cena, obviamente, gerou diversos comentários nas redes sociais e merece um post por aqui.

Como nunca tinha assistido à novela (não até o banho-maria da quarta-feira), achei a produção meio cafoninha e os diálogos bem fraquinhos (“Um beijo de amiga não. Um beijo de amante”, disse Dra. Marcela). No entanto, a iniciativa merece aplausos. Até porque o beijo foi bem justo, convenhamos, mesmo com aquela perninha levantada da Luciana Vendramini.

Enquanto a Dra. Marcela revelava a atração que sentia pela melhor amiga de infância, a jornalista Marina, eu ainda tentava me recuperar do trauma de estar diante da televisão desde o horário do programa do Ratinho. Rolou até enquete para saber se o “povão” era contra ou a favor do beijo lésbico na televisão. Segundo Ratinho, se dependesse dele, o beijo só rolaria daqui a uns cinco anos, quando o Brasil tivesse realmente maduro para tamanha ousadia. De onde ele tirou essa matemática para avaliar o tempo de maturidade do brasileiro, só Deus ou algum especialista em estatística saberá.

No mais, além da tortura do Ratinho, a novela ainda vale a pena porque eu #acreditonaluciaverissimo. Deveriam, inclusive, ter aproveitado outras pessoas do elenco, como a própria Lúcia Veríssimo, para participar de outra cena semelhante, já que a cidadã tem uma vivência grande na área. Torço também para que aquelas duas adolescentes da novela, cujos nomes eu não sei, mas sei que são bem amigas, terminem felizes e serelepes, se amando e querendo bem.

Não dizem que de uma grande amizade nasce o verdadeiro amor? Pois bem, parece que “Amor e Revolução” tá aí para provar isso.

A cena do beijo:

Read Full Post »

Gente, como demoram para atualizar esta websérie! Pelo menos agora divulgaram a data do quinto episódio: 30 de maio. Anota aí na agenda. Pelo trailer,  o próximo episódio continuará no clima de muito sexo, drogas e rock´n´roll, com participação novamente da bandinha lesbo Hunter Valentine.

Read Full Post »

Fiquei até tocada com a conversa entre Vivian e Sophie sobre o beijo que trocaram. Pelo menos tem sentimento. Enquanto isso, Aster vai curtir umas férias meio micareta e pegar todas, começando pela estudante de arquitetura. Confira o segundo episódio abaixo:

Read Full Post »

Elas são mulheres, famosas, lésbicas e…mães. E como hoje comemoramos o dia delas, vamos celebrar por aqui o amor entre mães e filhos. Mais especificamente entre mães biscoitas e seus filhos. Por isso, fizemos uma pequena homenagem a algumas mães famosas, out & proud, que nos proporcionam alguns momentos de felicidade seja na música, no cinema ou na televisão.

Cynthia Nixon

Famosa pela série Sex and The City, Cynthia Nixon vive há anos com Christine Marinoni, que deu à luz em fevereiro de 2011. O bebê se chama Max Ellington Nixon-Marironi e chegou para aumentar a prole da atriz, que já possuía outros dois filhos do casamento com seu ex-marido Danny Mozes. Vida longa ao casal de mamães.

(mais…)

Read Full Post »

Enfim, casadas!

e eu as declaro...marida e mulher

Na última quinta-feira, foi ao ar nos EUA o episódio mais esperado de Grey´s Anatomy. Pelo menos para mim foi o mais esperado. Depois de muitas indas e vindas, viagem que quase as separa para sempre, além de um grave acidente quase fatal, Dra. Callie Torres e Dra. Arizona Robbins são esposas. Ou maridas. Whatever. O importante é que elas se casaram, e ainda que o próprio episódio mencione que o casamento das duas não é reconhecido legalmente, o fato de decidirem manifestar essa união diante dos amigos e familiares, valeria menos do que um  matrimônio com todas as pompas daquele celebrado de forma convencional? Se tem uma personagem da série que resumiu bem o conceito do que é o matrimônio foi a maravilhosa Miranda Bailey (sempre disse que era fã dela, agora ela virou musa), ao tentar convencer Callie –  que está mal porque sua mãe, super católica, não aceita bem a neta recém-nascida, nem o casamento da filha –  a não cancelar a festa:

Em primeiro lugar, você  não precisa de lei, ou de um padre, ou de sua mãe para tornar real o seu casamento. E a igreja…a igreja pode estar em qualquer lugar que você queira. Num campo, numa montanha, aqui em seu quarto. Em qualquer lugar. Porque… onde você pensa que Deu está? Está em você.  Está em mim. Bem aqui, no meio de nós. Pode ser que sua igreja ainda não tenha alcançado a Deus. Sua mãe…ela ainda não alcançou a Deus. Por sinal, pode ser que nunca venha a alcançar a Deus, mas tudo bem. Tudo bem. Se você deseja ficar de pé diante de sua família, amigos e Deus, e se comprometer com outro ser humano, para se entregar a esse tipo de compromisso, para o bem ou para o mal,  na saúde e na doença… querida, isso é um matrimônio. Isso é real. E é só isso o que importa.

Arrasou ou não?

O episódio não poderia ser mais atual. Para quem acompanhou todo o capítulo, sabe que há um outro casamento ocorrendo no exato momento em que Arizona e Callie trocam juras de amor. É que Derek e Meredith se casam “no civil”, às pressas, para adotar uma criança. Apesar de estarem radiantes, e de terem todos os direitos reconhecidos pela lei americana, é fato que o evento mais emocionante do dia ainda foi o casamento “ilegal” de Calzona.

Vejam os vídeos do episódio White Wedding (7×20), e tirem suas próprias conclusões:

(mais…)

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »